Etapa Estadual do JIMI começa com jogos de alto nível técnico

Competições das modalidades individuais e PCDs começam nessa sexta-feira (13) – Felippe Drummond/SEESP

Nos dois primeiros dias da Etapa Estadual, apenas as modalidades coletivas tiveram disputas (Foto: Felippe Drummond/SEESP)

Começou a ser disputada nessa quarta-feira (11), na cidade de Lavras, no Território Sul, a última fase dos Jogos do Interior de Minas (JIMI). Realizada pela Secretaria de Estado de Esportes (SEESP), a etapa Estadual da competição que termina no próximo domingo (15) reúne os principais atletas e equipes amadoras do estado e vai coroar os campeões de 11 modalidades.

Nos dois primeiros dias de competições apenas os esportes coletivos (basquete, futsal, handebol e vôlei, nos naipes masculino e feminino) tiveram partidas. E para a alegria de quem acompanha as disputas, os times apresentaram um alto nível técnico e de competitividade.

Entre as quatro modalidades, destaque para o torneio de vôlei masculino, onde dois ex-jogadores profissionais revivem no JIMI os áureos tempos de suas respectivas carreiras. No time de Montes Claros, o ponteiro Everaldo Frangiotti é o líder da equipe que conta também com o levantador Gabriel, reserva do time profissional da cidade.

Com passagem por grandes equipes, como RJX, Montes Claros, Marítimo de Portugal, entre outras, Evero, como ficou conhecido nos tempos de profissional, espera ajudar seu time a conquistar mais um título do JIMI. “Respeitamos ao máximo todos os adversários e sabemos que não será fácil, mas nosso objetivo aqui é tentar manter Montes Claros entre as melhores equipes de vôlei do Estado. A cidade vem de uma série de títulos dos Jogos de Minas e agora queremos o título do JIMI também”, avisa.

Já na equipe de Lavras, o também ponteiro Paulo Anchieta é o responsável por transmitir toda sua experiência para os companheiros de time. “Depois que aposentei do vôlei, me formei em educação física, o que me ajuda muito hoje. Em quadra, além de tentar passar minha experiência para meus companheiros, também tento ajudar de forma didática com algumas questões. Mas o mais importante é poder fazer o que eu amo e defendendo também a minha cidade pela primeira vez na vida, já que como sai de Lavras muito novo, não havia tido essa oportunidade ainda”, lembra Paulo.

Com passagens por grandes times do vôlei do Brasil e da Europa, Evero é o líder do time de Montes Claros (Foto: Felippe Drummond/SEESP)

 Não bastasse a história semelhante dos dois ex-jogadores, eles ainda foram companheiros de time, quando jogaram no Almeria, da Espanha. “É muito legal reencontrar com um jogador como o Evero, fomos companheiros de time lá na Espanha e agora temos a chance de quem sabe voltar a dividir a mesma quadra. Torço para que isso aconteça no JIMI, e quem sabe em uma final, seria perfeito”, almeja Paulo.

Mas, nem mesmo o fato de ter ex-profissionais em quadra, fez com que Montes Claros e Lavras estreassem com vitória. Coincidentemente as duas equipes foram derrotadas por 3 sets a 1, respectivamente para Tupaciguara e Barroso. Além dos atletas, destaque para o time de Betim que está sendo representado pelo infanto-juvenil do Sada/Cruzeiro.

Mãe e filha lado a lado
No handebol feminino, outra história que chamou a atenção nos primeiros dias de competições dessa última etapa do JIMI, veio da equipe de Teófilo Otoni, onde mãe e filha jogam lado a lado. Aos 50 anos a profissional de Educação Física, Simildes Soares e sua filha a fisioterapeuta Hanna Soares, que tem a metade de sua idade, dividem a cada partida a quadra e o sentimento de realização.

“É um prazer poder jogar uma competição como o JIMI ao lado dela. Acredito que esse seja o sonho de toda mãe que pratica esporte, e me sinto realizada cada vez que jogamos uma competição juntas”, conta Simildes que espera finalmente conquistar um título ao lado de Hanna.

“Só o fato de jogar ao lado dela já é fantástico, mas, além disso, como ainda não fomos campeãs juntas, é um incentivo a mais para a competição desse ano. Já fomos vice-campeãs e terceiro lugar dos Jogos de Minas, mas ainda não subimos no lugar mais alto do pódio. Espero que aqui em Lavras seja a primeira vez”, idealiza Hanna. Com esse objetivo em mente, as duas ajudaram a equipe de Teófilo Otoni a estrear com vitória na competição, sobre Guaxupé, por 30 a 24.

Cerimônia de Abertura
Como rege o regulamento, apesar de a maioria dos campeões serem definidos apenas no último dia, logo na primeira noite já houve a premiação do primeiro campeão da Etapa Estadual. No desfile das delegações, durante a cerimônia de abertura, cada município participante é avaliado em quatro quesitos, onde recebem notas de 0 a 5. Ao final, somadas as notas é definido o grande campeão da noite.

Nesta última etapa, os quesitos analisados foram: uniforme, disciplina, postura e animação. E, após mais de 40 delegações darem a volta na quadra do Lavras Tênis Clube, o grande campeão do desfile foi Ipatinga, que com muita animação e direito a chuva de confetes, recebeu o primeiro troféu em disputa.

Individuais e PCD’s começam nessa sexta-feira
Além das modalidades coletivas, a partir dessa sexta-feira (13), começam as competições das modalidades individuais e PCD’s. Antes, porém, os representantes dos municípios que participarão de cada modalidade passarão participarão das reuniões técnicas, como divulgado na Nota Oficial 51/2017.

O JIMI
Substituído em 2012 pelos Jogos de Minas, o JIMI voltou ao seu formato original neste ano para atender uma demanda da população mineira levantada durante os Fóruns Regionais de Governo. A competição disputada em três etapas (Microrregional, Regional e Estadual), movimentou os quatro cantos do estado com mais de 1500 partidas e a participação de aproximadamente 10 mil atletas.

Etapa Estadual do JIMI começa nesta quarta-feira (11), em Lavras

Expectativa é que aproximadamente 1.500 atletas disputem a última fase da competição – Felippe Drummond/SEESP

Na etapa Regional, Reginaldo teve a honra de entregar a medalha para sua filha, Kátia Raquel Andrade, que é levantadora do time de Montes Claros (Fotos: Samuel Souza/SEESP)

A partir desta quarta-feira (11), a cidade de Lavras, no Território Sul, será palco da Etapa Estadual dos Jogos do Interior de Minas (JIMI). A competição que vai até o próximo domingo (15) tem como expectativa a participação de aproximadamente 1.500 atletas. Diferentemente das duas etapas anteriores, além dos esportes coletivos, nessa última fase também haverão competições individuais e de Pessoas com Deficiência (PCD).

Ao todo, nesta etapa serão disputadas 11 modalidades, nos naipes masculino e feminino, que premiarão os melhores atletas/equipes do Estado. Além do basquete, futsal, handebol e voleibol, na etapa Estadual também acontecerá competições de atletismo convencional e paralímpico, ciclismo speed, ciclismo mountain bike, taekwondo, xadrez e futsal de surdos.

Substituído em 2012 pelos Jogos de Minas, o JIMI voltou ao seu formato original neste ano para atender uma demanda da população mineira levantada durante os Fóruns Regionais de Governo. Por isso, a expectativa é para que o JIMI seja fechado com chave de ouro é ainda maior.

“Apenas na competição deste ano já foram disputadas aproximadamente 1.500 partidas e finalmente está chegando a hora de conhecermos quem serão os campeões da principal competição esportiva de Minas Gerais. Essa é a prova que acertamos em cheio ao retornar ao formato original, trazendo a importância do esporte de participação e movimentando todo o interior com muito esporte. Antes mesmo de acabar, já podemos afirmar que o JIMI trouxe novamente a paixão dos atletas amadores de todo o estado”, comemora o secretário de Estado de Esportes, Arnaldo Gontijo.

Quem também está feliz com a chagada da Etapa Estadual é o secretario de Esporte, Cultura e Turismo de Lavras, Alexandre Belo, que comemora o fato de poder sediar, em um mesmo ano, competições dos Jogos Escolares de Minas Gerais (JEMG) e do JIMI.

“Receber a última etapa do JIMI é uma honra para o nosso município. É algo que nos motiva a fazer o melhor para que Lavras seja a capital estadual do esporte de Minas Gerais. Estamos iniciando um trabalho neste ano a frente da pasta de esportes e avinda do JIMI engrandecerá o início desse trabalho”.

Torcida a distância
Campeã das etapas Microrregional e Regional, o time de vôlei feminino de Montes Claros estará desfalcado na fase Estadual. Mas não se trata de nenhuma jogadora. Torcedor símbolo do time, o cadeirante Reginaldo Rodrigues Santos, que é pai da ponteira Kátia Raquel Andrade, não viajará para Lavras.

“Fui em todos os jogos das meninas no JIMI deste ano, mas, por conta da distância e dificuldade de deslocamento, infelizmente não estarei em Lavras. Mesmo assim, vou torcer de casa e espero que a minha vibração chegue até as meninas”, conta Reginaldo.

Se por um lado essa ausência será sentida, por outro, faz com que o momento vivido por pai e filha, durante a etapa Regional, tenha ainda mais significado. Naquela oportunidade, após a conquista do título, Reginaldo foi convidado pelo técnico da SEESP, Samuel Souza, para entregar a medalha para sua filha, emocionando a todos os presentes.

“Foi indescritível! É um daqueles momentos que ficarão para sempre em minha memória. Meu pai sofreu uma lesão medular quando eu tinha 17 anos. Ele sempre jogou futebol, e mesmo depois da lesão continuou me incentivando a praticar esportes. Por isso, na hora que ele foi chamado para me entregar a medalha, eu só conseguia chorar e agradecer por viver aquele momento”, lembra Kátia.

Mas, mesmo com a ausência de seu pai, a jogadora garante que o time está bem preparado para ir em busca do título. “Desde o início do ano estamos nos preparando para o JIMI. Sempre foi nosso objetivo principal. Por isso, estamos indo para essa etapa muito confiante no potencial do nosso time”, conclui.

Inscrições prorrogadas para as competições individuais e PCD’s do JIMI

Novo prazo é até o dia 25 de setembro - Felippe Drummond/SEESP

Os interessados em participar das competições individuais e PCD’s dos Jogos do Interior de Minas (JIMI) ganharam mais dez dias para realizar suas inscrições junto às respectivas prefeituras municipais.

A decisão da Coordenação Geral do Programa Minas Esportiva da Secretaria de Estado de Esportes (SEESP) em alterar a data de encerramento das inscrições, que a princípio terminaria nesta sexta-feira (15), para o próximo dia 25 de setembro, dá aos interessados um prazo maior para confirmarem seu lugar na disputa da Etapa Estadual, que acontecerá em Lavras, no Território Sul, entre os dias 11 e 15 de outubro.

As modalidades disponíveis são: atletismo (paralímpico e convencional), natação (paralímpica e convencional), ciclismo speed, ciclismo mountain bike, judô, karatê, taekwondo, xadrez, bocha paralímpica e basquete em cadeira de rodas. Além delas, a etapa ainda terá as disputas de basquete, futsal, handebol e voleibol, nos naipes masculino e feminino.

Mais informações: jimi.esportes.mg.gov.br.

Definidos os classificados para a etapa Estadual do JIMI

Fator casa ajudou Montes Claros a garantir sete das oito equipes para última fase da competição – Felippe Drummond/SEESP

Jogando em casa, São João del Rei conquistou o título do basquete masculino. (Foto: Felippe Drummond/SEESP)

A segunda fase dos Jogos do Interior de Minas (JIMI) chegou ao fim no último domingo (10), nas quatro cidades sede: Itabira, Montes Claros, Pitangui e São João Del Rei. Realizada pela Secretaria de Estado de Esportes (SEESP), a competição definiu os municípios que se classificaram para a Etapa Estadual, que este ano acontecerá em Lavras, no Território Sul, entre os dias 11 e 15 de outubro.

Somadas, as quatro Regionais do JIMI tiveram mais de 400 partidas disputadas de basquete, futsal, handebol e voleibol, nos naipes masculino e feminino, com a participação de 91 municípios. Desses, 39 conseguiram classificar pelo menos uma equipe para a Estadual.

“Fiquei muito orgulhoso por ver a mobilização das cidades para receber e disputar a etapa Regional dos Jogos do Interior de Minas Gerais (JIMI). Foi muito inspirador ver a dedicação de atletas, técnicos, árbitros e torcedores. Sou do interior e sei o quanto o esporte mobiliza as pessoas e une gerações. É muito bonito ver as pessoas mais próximas em prol de um interesse em comum. O JIMI resgata o amor dos cidadãos por suas cidades, afinal, quem está nas disputas, ou na torcida, tem o intuito de defender a bandeira da sua terra natal ou do local que o acolheu”, destaca o secretário de Estado de Esportes, Arnaldo Gontijo.

No esporte uma das grandes polêmicas que existem em praticamente todas as competições é o fator casa. Por exemplo, segundo as estatísticas do campeonato brasileiro deste ano, os times que jogaram em casa, venceram 60% dos jogos disputados até agora. Porém, no JIMI, o fator caso não foi tão benéfico. Tanto é que das quatro cidades sede, apenas Montes Claros pode dizer que soube aproveitar o mando de quadra, a torcida a favor, e os demais benefícios que se tem quando se é sede de uma competição.

Além de conquistar o título de cinco das oito competições que foram disputadas nessa etapa (basquete masculino, handebol feminino, futsal feminino, Vôlei Feminino e vôlei masculino), o município que sediou a Regional Jequitinhonha-Mucuri/Norte-Central, também classificou suas equipes de futsal e handebol masculino para a última fase do JIMI.

O time de futsal feminino de Montes Claros foi uma das sete equipes da cidade a garantir uma vaga na Etapa Estadual. (Foto: Arquivo Pessoal/Rodrigo Maciel)

Técnico do time de futsal feminino, Rodrigo Maciel, destaca que o principal benefício que teve por jogar em casa, é poder contar com todas as suas atletas. “Como nosso time não é formada por profissionais, todas as jogadoras tem seu emprego e sua profissão. E é muito complicado para elas ter a disponibilidade para viajar. Mas, como jogamos em casa, todas estavam disponíveis.”

Na Regional Sul–Vertentes–Mata, que foi realizada em São João Del Rei apenas o campeão garantia vaga para última fase do JIMI, uma vez que Lavras, por ser a sede da Estadual já possui presença garantida em todas as modalidades. Com isso, as disputas foram ainda mais acirradas, e os donos da casa, mesmo tendo ficado em 3º lugar geral, só conseguiram classificar uma equipe, o Basquete Masculino que foi campeão Regional.

“Sabíamos que seria uma competição muito dura. Primeiro pelo fato de apenas uma equipe garantir sua vaga, segundo, que mesmo jogando em casa, nós não éramos favoritos. Mesmo assim, conseguimos o título com muita vontade e empenho dos atletas. Na etapa Estadual vamos enfrentar equipes ainda mais qualificadas, e vamos para lá com a mesma mentalidade que deu certo aqui em São João: um jogo de cada vez, dando o nosso máximo dentro de quadra”, confia Bruno Hallak, técnico da equipe.

Já Pitangui e Itabira, que foram sedes das regionais Triângulo-Noroeste/Sudoeste-Oeste e Metropolitana/Caparaó-Vale do Aço-Rio Doce, respectivamente, não conseguiram conquistar nenhum título jogando em seus domínios.

Pitangui apesar sem ter nenhuma equipe campeã, conseguiu garantir uma vaga na etapa Estadual com sua equipe de handebol masculino. Vice-campeões, eles foram derrotados na final pelo time de Carmo da Mata, por 37 a 32, e, apesar do resultado, o representante local, Alexandre Moreno, destacou a importância de sediar a competição.

“Foi muito bom receber a etapa Regional do JIMI. Por mais que em quadra não conseguimos os melhores resultados, estamos muito satisfeitos com o sucesso que foi a competição, em público e no comércio. Além disso, por ter sido a primeira vez na história da cidade que recebemos essa fase da competição, não fomos tão mal, afinal terminamos em segundo lugar geral em nossa Regional”, avalia Alexandre.

Por fim, Itabira foi a única cidade-sede que não teve nenhuma equipe classificada para a Etapa Estadual. Mesmo tendo terminado no segundo lugar geral de sua Regional, o município só conseguiu subir no pódio em duas modalidades, basquete e futsal masculino, mas, como nesta fase apenas os campeões e vice, acabou ficando sem representantes na última etapa do JIMI.

“Foi uma competição de alto nível, sabíamos que enfrentaríamos adversários muito bem preparados. Infelizmente nossa participação nas modalidades coletivas chegou ao fim, mas fica o aprendizado para que no ano que vem possamos ir melhor”, confia o representante de Itabira, Marcelo da Silva.

Veja quem se classificou em cada Regional: Metropolitana–Caparaó–Vale do Aço–Rio Doce (Itabira)Jequitinhonha–Mucuri–Norte–Central (Montes Claros)Triângulo–Noroeste–Sudoeste–Oeste (Pitangui) e Sul–Vertentes–Mata (São João Del Rei).

Inscrições
Na fase estadual, além das disputas de basquete, futsal, handebol e voleibol, nos naipes masculino e feminino, na etapa Estadual, também acontecem as competições individuais e PCD’s: atletismo (paralímpico e convencional), natação (paralímpica e convencional), ciclismo speed, ciclismo mountain bike, judô, karatê, taekwondo, xadrez, bocha paralímpica e basquete em cadeira de rodas. Mas, os interessados em participar precisam correr, uma vez que as inscrições para os individuais e PCD’s termina na próxima sexta-feira (15).

Etapa Regional do JIMI começa com muita rivalidade e grandes histórias

Competição disputada em Itabira, Montes Claros, Pitangui e São João Del Rei até domingo (10), apontará os classificados para a fase Estadual - Felippe Drummond/SEESP

Com mais de 400 jogos programados, as disputas vão até domingo (10), nas cidades de Itabira, Montes Claros, Pitangui e São João Del Rei. (Foto: Felippe Drummond/SEESP)

A festa do esporte em Minas Gerais tem nome nesta semana. Com a disputa da Etapa Regional dos Jogos do Interior de Minas (JIMI), que começou na última quarta-feira (6), nas cidades sede de Itabira, Montes Claros, Pitangui e São João Del Rei, os quatro cantos do estado se agitam com grandes emoções para quem gosta de basquete, futsal, handebol e voleibol, nos naipes masculinos e femininos.

Realizada pela Secretaria de Estado de Esportes (SEESP), a competição segue até domingo (10), quando serão definidos os classificados para a fase Estadual. E entre as 436 disputas programadas para esta etapa regional, e os mais de 90 municípios participantes, começam a surgir várias histórias inspiradoras, como a do jogador de vôlei Patrick Pinto.

Competindo pela equipe de Pitangui, sede da Regional Triângulo–Noroeste–Sudoeste–Oeste, o atleta está fazendo do JIMI uma espécie de “festa” de despedida do Brasil, já que ele irá se mudar para o Japão, para fazer um curso de Mestrado em Esportes e Estudos Olímpicos, que servirá de preparação para ele trabalhar na Olimpíada de Tóquio, em 2020.

“A organização dos Jogos de Tóquio selecionou 15 pessoas ao redor do mundo, além de 5 japoneses, para fazer esse curso e felizmente me chamaram. É como se fosse um programa de trainee, com foco na Olimpíada”, explica Patrick. Além desse curso, o atleta trabalhou recentemente na 4ª edição dos Jogos Islâmicos da Solidariedade, que aconteceu no Azerbaijão, em maio deste ano. Além disso, Patrick também trabalhou na organização da Copa do Mundo e da Olimpíada, que foram realizadas no Brasil.

Formado em Administração de Marketing, nos Estados Unidos, graças a uma bolsa que ganhou para jogar vôlei, o atleta está em sua 6ª edição do JIMI e espera levar consigo grandes momentos da competição deste ano. “Por tudo isso que escolhi fazer minha despedida no JIMI. Como o curso que eu farei vai me impossibilitar de disputar a competição do ano que vem e a fase Estadual deste ano, caso nos classifiquemos, estou aproveitando ao máximo a oportunidade de reunir meus melhores amigos em uma competição. Esporte, para mim, é isso, e estar disputando o JIMI é uma forma de relembrar todos esses acontecimentos da minha vida”, conclui Patrick.

Alegria
Se de um lado o JIMI é usado como despedida, na Regional Sul–Vertentes–Mata, disputada na cidade histórica de São João Del Rei, a delegação de Alto Rio Doce resolveu inovar no desfile da Cerimônia de Abertura. Para quem não sabe, a primeira competição de cada etapa dos Jogos do Interior de Minas acontece exatamente no evento, onde a delegação mais animada e participativa conquista o primeiro troféu em disputa.

A mascote Lola, da equipe de futsal feminino de Alto Rio Doce, ‘roubou’ a cena da Cerimônia de Abertura, em São João Del Rei (Foto:Felippe Drummond/SEESP)

Sabendo disso, a equipe de futsal feminino do município, que está localizado no Território Mata, levou para o desfile uma mascote que animou a todos os presentes. Lola, como é carinhosamente chamada, se tornou a principal atração da Cerimônia de Abertura. Inclusive, durante a apresentação de um grupo de capoeira, ela fez questão de entrar na roda.

“Sabíamos que tínhamos que inovar para tentar ganhar a disputa, uma vez que nossa delegação era muito pequena. Infelizmente não conseguimos o título, mas animamos a todos os presentes”, conta Ingrid Cerpa Rodrigues, que faz parte do time e é a responsável por vestir a fantasia. O troféu do desfile ficou com a delegação de Varginha, que, com um número maior de integrantes, também divertiu os presentes.

Veterano no JIMI
Se de um lado do estado o destaque foi para uma novidade, do outro, em Montes Claros, onde acontece a Regional Jequitinhonha–Mucuri–Norte–Central, o técnico das equipes masculina e feminina de handebol do município de Jequitinhonha, Guilherme Cardozo, pode ser considerado um verdadeiro veterano quando o assunto é o JIMI. Afinal, ele está disputando a competição pelo 21º ano consecutivo.

“Disputei meu primeiro JIMI em 1996, em Ouro Preto, ainda como atleta. Desde então, não perdi uma edição da competição, nem dos cinco anos dos Jogos de Minas. Participei 15 anos como atleta e estou em meu sexto como técnico”, conta Guilherme.

Como é de uma das regiões mais pobres do estado, o treinador vê o JIMI como uma verdadeiro salvador de vidas. “Todos sabem que o esporte é uma das principais armas que temos contra a criminalidade. E em nossa cidade e região é ainda mais importante ter uma competição como o JIMI, que serve de motivação para os jovens continuarem no esporte até a vida adulta”, salienta.

E a campanha dos times comandados por Guilherme começou com tudo na Regional. Nas quatro partidas que Jequitinhonha disputou, eles venceram todas (duas em cada naipe), garantindo sua classificação para as semifinais, que serão disputadas neste sábado (9).

Próxima etapa
As Regionais definirão os classificados para a fase Estadual, que será realizada entre 11 e 15 de outubro, na cidade de Lavras, no Território Sul. Garantem vaga apenas as duas primeiras colocadas, menos na Regional Sul–Vertentes–Mata, onde Lavras irá competir e por ser a sede da última fase já possui presença garantida.

Lá, além das disputas de basquete, futsal, handebol e voleibol, nos naipes masculino e feminino, na etapa Estadual, também acontecem as competições individuais e PCD’s: atletismo (paralímpico e convencional), natação (paralímpica e convencional), ciclismo speed, ciclismo mountain bike, judô, karatê, taekwondo, xadrez, bocha paralímpica e basquete em cadeira de rodas.

Mas, os interessados em participar precisam correr, uma vez que as inscrições para as modalidades individuais e PCD’s terminam no próximo dia 15.

Com mais de 4 mil participantes, Etapa Regional do JIMI começa nesta quarta-feira (6) em quatro cidades

Itabira, Montes Claros, Pitangui e São João Del Rei receberão as disputas que definem os classificados para a fase Estadual – Felippe Drummond/SEESP

Campeões da Microrregional, pai e filho, que jogam juntos no time de Arcos, confiam na conquista de uma vaga na Etapa Estadual. (Arquivo Pessoal/Divulgação)

Prepare-se para acompanhar uma verdadeira maratona de jogos nos quatro cantos do Estado. Entre os dias 6 e 10 de setembro, as quatro cidades sede recebem as etapas Regionais dos Jogos do Interior de Minas (JIMI): Itabira, Montes Claros, Pitangui e São João Del Rei.

Estão previstas 436 partidas de basquete, futsal, handebol e voleibol, nos naipes masculino e feminino, com a participação de 91 municípios. Todas as cerimônias de abertura acontecerão no dia 6 à noite (veja mais informações no fim da matéria).

Substituído em 2012 pelos Jogos de Minas, o JIMI voltou ao seu formato original neste ano para atender uma demanda da população mineira levantada durante os Fóruns Regionais de Governo. E, a opção se mostrou acertada como comprovam os números.

Além de ter recebido mais que o dobro de inscrições da edição de 2016 dos Jogos de Minas, apenas a etapa microrregional, realizada em junho, teve a participação de 6.489 atletas, o que representa um aumento de 31% no número de competidores em relação a toda a competição do ano passado, que teve 4.925. Para a Regional, a expectativa é que mais de 4 mil atletas passem pelas quadras das quatro cidades sede.

Para o secretário de Estado de Esportes, Arnaldo Gontijo, o sucesso do JIMI também beneficia outros setores além do esporte. “As pessoas querem praticar esportes e quanto menos barreiras tiverem para isso, melhor. Este retorno do formato original do JIMI, em que a prioridade é o esporte de participação, é uma grande prova disso. Além disso, esse aumento não beneficia apenas a esfera esportiva. Com um número maior de municípios e consequentemente de atletas participando do JIMI, a competição também potencializa economia e o turismo nos locais de competição”, afirma.

Veja como ficaram as tabelas da etapa Regional clicando aqui.

Uma vida dedicada ao JIMI
O retorno ao formato original do JIMI também mexeu com o sentimento de quem participa da competição. Atual Secretário de Esportes de Itajubá, Júnior Fraga Bastos pode dizer que dedicou mais da metade de sua vida a competição da Secretaria de Estado de Esportes (SEESP). Tudo começou em 1989, quando ele participou pela primeira vez da competição, na época como atleta. De lá pra cá ele, se tornou técnico, passou pelo cargo de representante Municipal, antes de chegar ao posto de secretário.

Já como técnico, Júnior Fraga Bastos participou do JIMI, em 1997, em Itanhandu. (Arquivo Pessoal/Divulgação)

 

“Independentemente do cargo, todos eles tem algo em comum que é o esporte. Seja como atleta, técnico, representante ou secretário, estar diretamente ligado ao esporte é o combustível que alimenta meu corpo e mente. Por isso, vivo cada momento do JIMI como se fosse o último e não vejo a hora de participar de mais uma etapa, que será minha primeira como secretário”, conta Júnior.

Mesmo com tantas participações, ele afirma que ainda fica nervoso antes de cada competição. “Por mais envolvido que eu esteja ajudando na logística da delegação de Itajubá, eu ainda fico muito nervoso antes das competições do JIMI. Acho que é porque quero que tudo dê certo e me cobro ao extremo para isso, mas, se eu não me acostumei até hoje, acho que não irei me acostumar nunca”, se diverte.

A delegação de Itajubá irá disputar três competições: Futsal masculino e feminino, além do Basquete Masculino. E, para Júnior o objetivo é avançar para a Etapa Estadual em todas as modalidades. “Vamos com totais condições de fazer bonito nessas três modalidades, mas assim como nós nos preparamos da melhor forma possível, os outros também devem ter se preparado. Então, é esperar a competição terminar e torcer para que estejamos entre os classificados para a etapa Estadual”, conclui.

Pai e filho no mesmo time
Além das lembranças, o esporte também proporciona momentos mágicos que algumas vezes chegam a ser inimagináveis. Quem for acompanhar a Regional Triângulo-Noroeste/Sudoeste-Oeste, que acontecerá na cidade de Pitangui, poderá ver uma dessas histórias, já que no time de futsal masculino de Arcos, pai e filho estarão juntos em quadra.

Campeões da Microrregional Sudoeste-Oeste, que também foi realizada em Pitangui, Antônio Luiz e Jean Carlo Brandão, não veem a hora de voltar a disputar uma competição juntos. “Só o fato de competir do lado do meu filho já é algo mágico. Nosso segredo é que, além do entrosamento que temos, nos cobramos muito, uma vez que como pai e filho sabemos qual é o limite de cada um”, conta Antônio que aos 49 anos joga como pivô, enquanto Jean Carlo, com 21, atua como fixo.

Mesmo com tamanha diferença de idade, Jean Carlo diz que em quadra o pai faz bonito. “Além de filho e companheiro, sou fã do meu pai como jogador. Ele é muito bom, de verdade. O pessoal até brinca que ele é meu irmão pelo tanto que ele joga. Ele tem quase 50 anos, mas na quadra parece ter, no máximo, 25”.

Com o objetivo de conquistar o título Estadual, os dois sabem que terão uma competição complicada pela frente, onde terão como adversários os times de Pitangui, Formiga, Arinos, Campos Altos, Nova Serrana e Sacramento. “Sabemos que será complicado, mas confiamos na nossa equipe, além disso, todo esse entrosamento com meu filho, me faz acreditar ainda mais no título”, conclui Antônio.

Próxima etapa + inscrições
As Regionais irão definir os classificados para a Estadual, que será realizada entre 11 e 15 de outubro, na cidade de Lavras, no Território Sul. Garantem vaga apenas as duas primeiras colocadas, menos na Regional Sul–Vertentes–Mata, onde Lavras irá competir e por ser a sede da última fase já possui presença garantida.

Além das disputas de basquete, futsal, handebol e voleibol, nos naipes masculino e feminino, na etapa Estadual, também acontecem as competições individuais e PCD’s: atletismo (paralímpico e convencional), natação (paralímpica e convencional), ciclismo speed, ciclismo mountain bike, judô, karatê, taekwondo, xadrez, bocha paralímpica e basquete em cadeira de rodas.

Mas, os interessados em participar precisam correr, uma vez que as inscrições para os individuais e PCD’s termina no próximo dia 15.

Cerimônias de abertura das Regionais:
Itabira (Metropolitana–Caparaó–Vale do Aço–Rio Doce)
Data: 06/09
Horário: 19h45
Local: Ginásio Poliesportivo Maestro Silvério Faustino
Endereço: Rua Irmãos D’Caux, s/nº – Centro

Montes Claros (Jequitinhonha–Mucuri–Norte–Central)
Data: 06/09
Horário: 20h
Local: Ginásio Poliesportivo Tancredo Neves
Endereço: Avenida Lago de Três Marias, s/nº – Bairro Monte Carmelo

Pitangui (Triângulo–Noroeste–Sudoeste–Oeste)
Data: 06/09
Horário: 19h
Local: Ginásio Poliesportivo da Praça de Esportes
Endereço: Rua Francisco Borja, s/nº – Bairro São Francisco

São João Del Rei (Sul–Vertentes–Mata)
Data: 06/09
Horário: 19h
Local: Salão Sport Center
Endereço: Rua André Luis Veloso, 11 – Bairro Jardim Central

Após reuniões técnicas, cidades sede acertam últimos detalhes para a Regional do JIMI

Campeã da Microrregional, a equipe de vôlei feminino de Montes Claros é uma das favoritas para ficar com o título da Regional. (Foto: Aquila Larissa/Arquivo Pessoal)

Faltando pouco mais de duas semanas para o início da etapa Regional os Jogos do Interior de Minas (JIMI), competição realizada pela Secretaria de Estado de Esportes (SEESP), que será sua disputada entre os dias 6 e 10 de setembro, nas cidades de Itabira, Montes Claros, Pitangui e São João Del Rei, foi divulgada, pela Comissão Organizadora do JIMI, os emparelhamentos das modalidades de basquete, futsal, handebol e vôlei, nos naipes masculino e feminino.

Veja como ficaram as chaves da etapa Regional: Metropolitana–Caparaó–Vale do Aço–Rio Doce (Itabira)Jequitinhonha–Mucuri–Norte–Central (Montes Claros)Triângulo–Noroeste–Sudoeste–Oeste (Pitangui) e Sul–Vertentes–Mata (São João Del Rei).

Após as reuniões técnicas que aconteceram no último dia 10 de agosto, nas quatro cidades sede, onde foram realizados os sorteios das chaves das modalidades e as vistorias nos locais de competição e alojamentos, ficaram faltando apenas detalhes para que tudo esteja realmente pronto. Este é o caso da complementação das inscrições de atletas para essa fase, que foi prorrogado, por meio da Nota Oficial 036/2017, até o dia 31/08.

Com essa definição em mãos, os municípios que receberão a segunda fase do JIMI também podem acertar os últimos detalhes de logística para receberem os quase 4 mil atletas/técnicos que disputarão essa etapa que promete levar aproximadamente 20 mil pessoas aos ginásios das partidas.

Cada cidade uma preferência
Minas Gerais possui o tamanho de um país, por isso, é normal que cada região tenha suas próprias características, seja no sotaque, no clima, nas comidas típicas e até mesmo na preferência esportiva. E é exatamente no último aspecto que cada Regional do JIMI se diferencia.

Não é segredo para ninguém que a população de Montes Claros é apaixonada pelo vôlei. Por isso, das quatro modalidades que estarão em disputa na segunda fase do JIMI, o vôlei masculino e feminino são as que geram as maiores expectativas locais. Não atoa, as equipes que representarão a cidade na modalidade são considerados favoritos ao título da Regional Jequitinhonha–Mucuri–Norte–Central.

Ponteira da equipe feminina, Aquila Larissa sabe que jogar em casa, diante de uma torcida tão apaixonada pelo vôlei, é um privilégio e um incentivo a mais para conquistar a vaga para etapa estadual. “Nos Jogos de Minas, no ano passado fomos campeãs da microrregional e da Regional, mas não conseguimos conquistar o título estadual. Dessa vez, queremos o primeiro lugar e poder ter a torcida a nosso favor é um incentivo e tanto”, conta a atleta.

No lado oposto do estado, na Regional Sul–Vertentes–Mata, que será disputada em São João Del Rei, as principais expectativas são para as competições de basquete e handebol masculino. “Temos uma tradição de sempre nos classificarmos para a fase estadual nessas duas modalidades, e este ano não será diferente. Queremos fazer bonito como cidade-sede, mas também dentro de quadra“, aposta o secretário de Esportes e Lazer de São João Del Rei, Antônio Marcos.

Já pelas regionais Noroeste–Sudoeste–Oeste e Caparaó–Aço–Doce–Metropolitana que serão realizadas respectivamente em Pitangui e Itabira, a disputa que desperta o maior interesse é o futsal masculino.

Campeão da Microrregional, o time de Futsal Masculino de Pitangui quer fazer bonito também na Regional (Foto: José Marcos Diniz/Arquivo Pessoal)

 Em Pitangui, o principal fator que faz do futsal a modalidade preferida é o equilíbrio da competição. Várias cidades chegam nessa fase com chance de conquistar o título, entre elas o time da casa. Comandado pelo técnico José Marcos Diniz, que foi vice-campeão estadual do JIMI em 1999, como atleta, a equipe vai em busca do título.

“Disputei 19 edições do Jimi no Futsal, entre 1985 e 2004. E, apesar de ter conquistado o título da primeira e segunda fase da competição (antigamente a Microrregional e Regional eram chamadas assim) não conseguimos o sonhado título estadual. Em 1999, perdemos a final para Montes Claros, mas como eles não quiseram disputar o Brasileiro, representamos o estado e fomos o time vice-campeões”, conta Zé Marcos.

Já em Itabira o futsal masculino chama a atenção não pelo fator equilíbrio, mas porque todos as equipes participantes tem um objetivo em comum, bater o time de Ponte Nova que é considerado o mais forte da Regional. “Sabemos que todos nos olham como favoritos, isso aumenta um pouco a nossa pressão, mas não nos atrapalha. As cidades investem sempre em atletas de outras cidades e até mesmo outro estado para nos enfrentar, mas esperamos fazer bons jogos para conseguir nossa vaga na Estadual”, destaca Bernardo de Freitas, que além de ser o representante de Ponte Nova, também é jogador do time da cidade.

Fonte: Felippe Drummond 

Faltam 30 dias para o início da etapa Regional do JIMI

Cidades-sede estão quase prontas para receber a competição que classificará os dois primeiros colocados para a Estadual – Felippe Drummond/SEESP

A etapa Regional do JIMI será disputada entre os dias 6 e 10 de setembro, nas cidades de Itabira, Montes Claros, Pitangui e São João Del Rei.

Mesmo faltando um mês para o início da etapa Regional dos Jogos do Interior de Minas (JIMI), nas quatro cidades que receberão as competições de basquete, futsal, handebol e vôlei, nos naipes masculino e feminino, já está quase tudo pronto. Realizada pela Secretaria de Estado de Esportes (SEESP), o JIMI terá sua etapa Regional disputada entre os dias 6 e 10 de setembro, nas cidades de Itabira (Caparaó – Aço – Doce – Metropolitana), Montes Claros (Mucuri – Norte – Central), Pitangui (Noroeste – Sudoeste – Oeste) e São João Del Rei (Sul – Vertentes – Mata). “Será uma grande festa. Nossa expectativa é ver novamente a animação da torcida. Tenho certeza que todos os participantes dos jogos serão muito bem recebidos pelas cidades sede”, afirma do Secretário de Estado de Esportes, Arnaldo Gontijo.

A expectativa é de que os quase 4 mil atletas/técnicos que participarão dessa etapa levem aproximadamente 20 mil pessoas aos ginásios que receberão as partidas.

Para Montes Claros e Pitangui, que também sediaram respectivamente as Microrregionais Norte-Central e Sudoeste-Oeste, só é preciso corrigir alguns detalhes. “Muda pouca coisa de uma etapa para outra. É claro que como o nível técnico dos atletas é mais alto, também aumenta nossa responsabilidade como sede. Porém, na parte de organização estamos realmente prontos”, garante o representante de Montes Claros, Sebastião Pereira.

Apesar de também estar confiante, o representante de Pitangui, Alexandre Moreno sabe que ainda é preciso melhorar alguns detalhes. “O único nervosismo que temos atualmente é com o fato de que essa será a primeira vez na história que nossa cidade receberá uma etapa Regional do JIMI. Mas, por termos sediado a primeira fase, os locais de competição e alojamentos nas escolas, já foram testados e está tudo 100%. Mesmo assim ainda precisamos corrigir alguns detalhes para tornar a experiência de quem vier competir, ainda mais prazerosa”, acredita o representante de Pitangui, Alexandre Moreno.

Já em São João Del Rei e Itabira, que receberão pela primeira vez uma etapa da competição deste ano, os preparativos já estão em reta final e as expectativas dos responsáveis são as melhores possíveis. “Os preparativos em Itabira estão a todo o vapor. Formamos uma comissão central que ficou responsável por discutir, planejar e realizar tudo em nossa cidade, dentro do projeto que havíamos estipulado e iremos conseguir cumprir tudo no tempo correto. Como a cidade recebeu a etapa Estadual dos Jogos de Minas, em 2015, e tudo correu muito bem, nossa expectativa é sermos a melhor sede de todos os tempos”, confia o representante de Itabira, Marcelo da Silva.

“Estamos cumprindo a risca nosso cronograma de execução. Nossas quadras já estão prontas, as escolas onde as delegações das outras cidades ficarão também já estão arrumadas. Agora dependemos da Reunião técnica, quando será definido o chaveamento, para definirmos toda a logística de hospedagem dos atletas próximos aos locais de competição”, avalia o secretário de Esportes e Lazer de São João Del Rei, Antônio Marcos.

Reuniões técnicas
Por falar nas reuniões técnicas, elas acontecerão na próxima quinta-feira (10), às 9h, nas quatro cidades-sede (clique aqui para saber onde serão os encontros em cada Regional). No encontro, além dos sorteios das chaves das modalidades, os representantes municipais poderão obter esclarecimentos sobre os regulamentos da competição, alojamentos e locais de competição.

Os benefícios de ser sede
Além do fomento ao esporte, receber uma competição como JIMI também gera para o município outros benefícios, entre eles, o fato de que a cidade que sedia qualquer etapa da competição recebe pontos no ICMS Esportivo – ação da SEESP que redistribuí uma parcela da receita do produto da arrecadação do ICMS pertencente aos municípios.

“É claro que o foco primário sempre é o esporte, mas junto a ele também recebemos o benefício de melhorar nossa pontuação no ICMS e com isso garantir uma quantia maior de recursos advindos deste mecanismo. Mas não para por ai, com a vinda do JIMI acabamos fazendo algumas melhorias para a cidade, sejam nas quadras que receberão as competições ou nas escolas que recebem os atletas”, conta Alexandre Moreno.

Outro efeito que a passagem do JIMI gera para as cidades-sede é a grande movimentação turística, cultural e econômica. Essa é a principal expectativa do secretário de Esporte e Lazer de São João Del Rei. “Estamos preparando uma grande recepção para os competidores que virão para a nossa cidade. Nossa ideia é mostrar nossa rica história, afinal São João Del Rei é uma cidade com mais de 300 anos, que possui inúmeras atrações para serem visitadas. Temos certeza que quem vier competir aqui, vai querer voltar como turista”, confia Antônio Marcos.

Para Montes Claros que apenas neste ano já sediou as duas primeiras etapas do JEMG e a primeira do JIMI, voltar a receber a etapa Regional dos Jogos do Interior é mais uma oportunidade de ouro para cidade. “Além das atividades econômicas, queremos aproveitar mais uma vez a vinda dos jogos para ter mais visibilidade e mídia espontânea para Montes Claros. Com o sucesso já alcançado nas outras fases, esperamos ter mais apoio na organização contando com a sociedade, os jogadores e a torcida”, acredita Sebastião.

Definidos os classificados para a etapa Regional do JIMI

A Comissão Organizadora dos Jogos do Interior de Minas (JIMI), por meio da Nota Oficial 033/2017, divulgou nesta terça-feira (11), quais os municípios que estão classificados para a disputa da fase Regional, que acontecerá entre os dias 6 e 10 de setembro.

Quase um mês após o término da etapa Microrregional dos Jogos do Interior de Minas (JIMI), que foi realizada em oito cidades-sede, no período de 14 a 18 de junho, estão classificadas para a próxima fase da competição estadual um total 245 equipes entre basquete, futsal, handebol e vôlei, nos naipes masculinos e femininos, de 103 municípios diferentes. Destaque para as cidades de Itabira, Montes Claros e São João Del Rei, que tiveram equipes classificadas em todas as modalidades e gêneros.

Os municípios agora se preparam para competir na fase Regional, nas cidades-sedes de: Pitangui (Triângulo-Noroeste/Sudoeste-Oeste), São João del-Rei (Sul/Vertentes-Mata), Montes Claros (Jequitinhonha-Mucuri/Norte-Central) e Itabira (Caparaó-Aço-Doce/Metropolitana).

Já a etapa Estadual ocorrerá de 11 a 15 de outubro em Lavras, com os esportes coletivos, e nas modalidades individuais e PCD: atletismo (paralímpico e convencional), natação (paralímpica e convencional), ciclismo speed, ciclismo mountain bike, judô, karatê, taekwondo, xadrez, bocha paralímpica e basquete em cadeira de rodas.

Jogos do Interior de Minas
O JIMI é um programa do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Esportes, que envolve atletas e equipes do interior em uma grande competição esportiva, com o objetivo de fomentar a prática de atividade física; incentivar a qualificação técnica e tática de atletas e equipes; promover a integração esportiva e o intercâmbio entre as várias representações municipais, contribuindo para o desenvolvimento do esporte; além de aprimorar a gestão esportiva em todo o território mineiro.

Ao todo, o JIMI conta 16 modalidades esportivas em disputa, nos naipes masculino e feminino. Além das modalidades coletivas (basquetebol, futsal, handebol e voleibol), também acontecerão competições dos esportes individuais e PCD nas seguintes vertentes: atletismo, natação, ciclismo speed, ciclismo mountain bike, natação, judô, karatê, taekwondo, xadrez, bocha paralímpica, basquete em cadeira de rodas, atletismo PCD e natação PCD.

Para ver o Cronograma completo do JIMI, clique aqui.

Mais informações: http://www.jimi.esportes.mg.gov.br

Em caso de dúvida, entre em contato pelo e-mail: jimi@esportes.mg.gov.br

Fonte: Felippe Drummond/SEESP

Estão abertas as inscrições para as competições individuais e PCD’s do JIMI

Interessados tem até 15 de setembro para garantir sua vaga nas disputas que acontecerão entre os dias 11 e 15 de outubro, em Lavras – Felippe Drummond/SEESP

Foram abertas nesta sexta-feira (7) as inscrições para os municípios interessados em participar das modalidades individuais e destinadas às pessoas com deficiências (PCDs) dos Jogos do Interior de Minas (JIMI), competição que é realizada pela Secretaria de Estado de Esportes (SEESP).

O prazo para os atletas e/ou equipes que queiram disputar uma das 12 modalidades esportivas, nos naipes masculino e feminino, vai até o dia 15 de setembro. Vale lembrar que os interessados devem procurar a prefeitura de seu município e solicitar sua participação no JIMI. Neste ano, a etapa estadual da competição será realizada na cidade de Lavras, na Região Sul do Estado, entre os dias 11 e 15 de outubro, com as disputas coletivas, individuais e PCDs.

Assim como o JIMI, que voltou a ser disputado neste ano, em seu formato original, após ter sido substituído em 2012 pelos Jogos de Minas Gerais, as competições PCD’s também retornam ao calendário após quatro anos de hiato.

“É muito importante a volta de uma competição como o JIMI, pois é a oportunidade dos atletas paralímpicos disputarem uma competição de nível estadual. Além da inclusão que gera, o JIMI é a principal competição em nosso setor. Por isso, atletas e técnicos o encaram como se fosse um verdadeiro Campeonato Mineiro”, explica o técnico de atletismo paralímpico da equipe de Uberlândia, Leandro García.

Garcia lembra que a cidade do Território Triângulo Norte possui uma grande tradição no que diz respeito às modalidades paralímpicas. “Já ganhamos o JIMI em diversas oportunidade. A expectativa, agora, é que voltaremos a buscar o título”, aposta.

Leandro aposta em seu conjunto, mas uma atleta, em especial, chama sua atenção. “Temos uma atleta que é um fenômeno, chamada Ana Luíza. Ela tem apenas 17 anos e é líder dos rankings adulto da Confederação Paralímpica do Brasil (CPB) no lançamento de disco e no dardo. Porém, como as duas modalidades não serão disputadas, ela deve competir no arremesso de peso, 100m livres e salto em distância”, completa.

Outras datas
A etapa Microrregional, que teve as disputas coletivas de basquete, futsal, handebol e voleibol, nos naipes feminino e masculino, aconteceu entre os dias 14 e 18 de junho, nas oito sedes: Montes Claros (Norte-Central), Pouso Alegre (Sul), Pitangui (Sudoeste-Oeste), Cataguases (Vertentes-Mata), João Monlevade (Metropolitana), Ponte Nova (Caparaó-Aço-Doce), Jequitinhonha (Jequitinhonha-Mucuri) e Frutal (Triângulo-Noroeste).

As equipes que se classificaram, agora se preparam para competir na fase Regional, que acontecerá entre os dias 6 e 10 de setembro, e contará com quatro sedes: Pitangui (Triângulo-Noroeste/Sudoeste-Oeste), São João del-Rei (Sul/Vertentes-Mata), Montes Claros (Jequitinhonha-Mucuri/Norte-Central) e Itabira (Caparaó-Aço-Doce/Metropolitana).

Saiba mais
O JIMI é um programa do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Esportes, que envolve atletas e equipes do interior em uma grande competição esportiva, com o objetivo de fomentar a prática de atividade física; incentivar a qualificação técnica e tática de atletas e equipes; promover a integração esportiva e o intercâmbio entre as várias representações municipais, contribuindo para o desenvolvimento do esporte; além de aprimorar a gestão esportiva em todo o território mineiro.

Ao todo, o JIMI conta 16 modalidades esportivas em disputa, nos naipes masculino e feminino. Além das modalidades coletivas (basquetebol, futsal, handebol e voleibol), também acontecerão competições dos esportes individuais e PCD nas seguintes vertentes: atletismo, natação, ciclismo speed, ciclismo mountain bike, natação, judô, karatê, taekwondo, xadrez, bocha paralímpica, basquete em cadeira de rodas, atletismo PCD e natação PCD.

Para ver o Cronograma completo do JIMI, clique aqui.

Mais informações: http://www.jimi.esportes.mg.gov.br

Em caso de dúvida, entre em contato pelo e-mail: jimi@esportes.mg.gov.br